27/11/2012

Decoração de Lojas: otimização do espaço

Olá gente, se você entrou neste post  supõe-se que você queira aprender alguma coisa sobre decoração de lojas, o que me leva a pensar que você ou é dono de loja ou trabalha com decoração de lojas. Uma das coisas principais para decorar um ambiente comercial é entender o organismo vivo que é um comércio. Não é o fato de ser arquiteto ou designer, ou ainda decorador ou vitrinista que ambientará com sucesso uma loja. Esse profissionais tem que entender de funcionamento do comércio e sua demanda. Uma decoração mau feita pode diminuir e muito o número de clientes e consequentemente as vendas. Eu já falei isto aqui alguma vezes em outros tópicos que você precisar dar uma olhada:


FAÇA O CURSO COMPLETO DE DECORAÇÃO DE LOJA ON-LINE (INSCREVA-SE AQUI)


Hoje eu quero analisar a ambientação de algumas lojas para entender como melhorar o aspecto de sua loja e, consequentemente, as vendas! Sabemos que produto que não é exposto não vende, no entanto, a exposição desordenadas de produto também não. Você precisa conhecer como o cliente reage à exposição de produto, lógico que não estou a dizer para ficares com os olhos grudados no cliente... para facilitar sua vida eu vou resumir as principais dicas que você precisa entender na hora da arrumação!    



Espaços definidos

Uma loja bem ambientada deve possuir os espaço bem definidos, o cliente deve entender a loja facilmente. Os produtos devem manter uma lógica em sua exposição, por exemplo numa decoração de lojas de roupas a parte dos homens estão sempre mais afastadas que as das mulheres, quando não, separadas por piso, mas porque a do homem não pode ser a mais próxima a saída? Porque a mulher demora mais para comprar, a mulher olha mais, a mulher experimenta mais... então quanto mais longe for a parte dos homens mais tempo a mulher ganha, enquanto a mulher já entra experimentando o homem ainda vai andar até o seu departamento, além do que, a mulher fica livre para experimentar aquele pedaço de pano que lhe custa o salário. Você pensava que havia algum cavalheirismo nisso? Eu tenho pena de você, é puro marketing! 


exemplo de layout do escritório maxmak que trabalha com isso!


Portanto, defina bem os setores de sua loja, faça o layout da loja, o cliente deve perceber facilmente onde está o setor de produtos masculinos, o setor feminino, onde pode descansar, onde pode pagar, onde pode experimentar e onde começa o estoque. Observe sua loja, faça uma pequena planta de layout e veja se  há uma lógica ou está tudo confuso para seu cliente. Detesto entrar em uma loja e não saber se aquilo é balcão de atendimento com estoque por trás ou mostruário da loja, posso ir na parte de trás do balcão? Se alguém já lhe fez essa pergunta alguma coisa não está bem definido em sua loja! Lógico que para cada loja o layout muda,  não dá para ter uma regrinha fixa que caiba em todas as lojas, portanto lojas de roupas, loja de eletrônicos, loja de móveis, loja de materiais de construção e etc possuem um layout diferente, mas todas elas tem que respeitar uma organização lógica. 

Otimização dos espaços

Os espaços de sua loja estão otimizados para vendas? Óbvio que cada loja se comporta de uma maneira diferente, levando em consideração os clientes, o produto e a área de abrangência e apenas uma consultoria bem planejada, que dura semanas, poderia otimizar com sucesso os espaços de vendas. Porém existem  truques que geralmente são válidos para quase todas as lojas e que os lojistas pouco conhecem e também não é divulgado (para que você peça a assessoria dos consultores), mas tudo bem, eu revelo alguns truques: existem áreas de uma loja que são completamente mortas ao cliente, em 80% dos casos o cliente simplesmente não vê. E não há nada (ou quase nada) que faça o cliente olhar para aquela área. O problema é que são áreas usáveis, porem deve-se ter em conta que o produto em exposição naquele lugar terá menos saída.   
A planta da belíssima loja de roupa na parte de cima é do escritório de Santos&Santos arquitetura.
  1. Espaços internos de entrada e saída de lojas são pontos mortos de visualização dos clientes em até um raio de 3m.
  2. Parte de trás da vitrine, se a vitrine for aberta, torna-se um ponto de confusão visual, deve-se evitar mostruários nessa área. Neste caso é sempre bom a vitrine ser cega para o interior da loja, seja com tapumes, banner o outros elementos de cena...
  3. O ponto 3 corresponde ao início e ao fim de prateleira em torno de 40cm, são sempre áreas mortas para os olhos do cliente.   
  4. A parte de baixo de uma estante até 50cm do chão e a parte superior acima de 1,80m do chão também são áreas mortas.
  5. Parte de trás de colunas ou grandes volumes empilhados também são áreas mortas.


Como resolver estes problemas?


Ponto 1 : Deve-se começar qualquer prateleira, estantes ou mostruários com uma distância mínima de 3 metros da entrada e saída das lojas. Pode aproveitar esses espaços para manequins, encartes, banners, objetos de decoração etc.

Ponto 2: Se for deixar a vitrine aberta na parte de trás (o que não se usa mais) coloque ilhas baixas com no máximo de 70 cm de altura, com uma distância de 1,20m da vitrine. Ou aproveite esse espaço juntamente com os 3m da entrada para criar um ambiente de entrada da loja, se a sua loja tiver espaço que permita isso.

Vitrine fechada atrás é a tendência do momento e é mais funcional já que uma vez dentro da loja o cliente não olhar a vitrine.


Pontos 3 e 4: Apesar de serem áreas mortas tem como ressuscitar um pouco essa área, colocando nela itens de maior interesse, aquele objeto que todo mundo vai na sua loja para comprar e sabe que lá tem. Evitar colocar produtos pequenos e difíceis de serem vistos, optar por produtos grandes e de cores vibrantes.
Observe que nesta loja da burberry os produtos, em sua maioria, estão expostos acima dos 50 cm do chão. 


Ponto 5: Parte de trás de colunas ou pilhas de produtos são difíceis de serem avivadas, por isso, recomenda-se pilhas de produtos não muito altas com no máximo 1,20 para não ofuscar o campo de visão e se for coluna a colocação de espelhos são as mais usadas, o espelho aumenta o campo de visão e ao olhar para o espelho você pode ver outras peças que estão atrás de você aumentando o campo de visão para aquela área. Ter cuidado para não tentar "aproveitar" a coluna e aumentar ainda mais a barreira aumentando desta forma a área morta.
Observe nesta loja da burberry que podemos ver tudo, exceto o que vai por trás da coluna. E naquela área morta há um pequeno ambiente de descanso, olha direitinho que tem umas cadeirinhas por trás.
É claro que quando eu falo em área morta não significa que ninguém vai ver, não é isso,significa que poderá passar desapercebido pelos clientes menos frequentes e passar  batido pelos clientes ocasionais, sendo esses dois uma parcela importante da clientela, daí vem o problema. Aliando ao fato de que a maioria dos homens não gosta de pedir informação, nem ajuda em loja, se ele não encontrar o que procura adeus cliente e adeus dinheiro de cliente.

Bem, essas são as dicas sobre os espaços mortos em loja e como otimizá-los, na próxima semana vamos falar sobre os espaços bons e como otimizá-los e não matá-los, sim 80% das lojas que eu visito matam seus bons espaços de venda. Para não perder o próximo post a melhor opção é você curtir a nossa fanpage na barra lateral ou inscrever o seu e-mail, aqui em baixo, para receber as nossas atualizações! Um grande abraço e até o próximo post!







Mais informações

22/11/2012

De volta aos anos 90

Olá meu povo e minha 'pova', hoje tem um post diferente o qual não fui eu quem escreveu, foi o Arquiteto apaixonado por designe, brasileiro em Milão, o blogueiro Felipe Bastos do disegnoamilanesa que publicou em seu blogão e eu, como um grande vilão que sou, copiei quase todinho aqui para vocês, apesar dele permitir reproduzir tudo eu reduzi para que você possa dar um cliquezinho no link lá no fim e ver o post na íntegra.

Até mais, e divirtam-se  mergulhando no início dos anos 90... eita tempo bom, acho que a melhor coisa do mundo foi ter sido criança, adolescentes e jovem nessa década de transição do mundo!

----------------------------------------------



90's are back!


Concordo com a frase do poster da Nike!


Esta década maravilhosa está sendo revisitada (...e explorada!) em todas as manifestações artísticas - principalmente na música, moda e design. E quem sou eu para fazer uma retrospectiva de anos tão importantes! Nem é o foco do meu blog - prefiro fazer um recorte no que me interessa, no que me inspira a reviver aquele tempo e a criar algo em cima disso. Eu era uma criança de 10 anos em 1990, mas me lembro perfeitamente de já ter um certo 'senso estético', principalmente relacionado a arquitetura e interiores. Sempre tive uma conexão muito forte com o universo 'visual' e imagens ficaram cravadas na minha memória até hoje. Preparem-se, pois eu vou desenterrar o maravilhoso início dos anos 90 aqui neste post!

Modernidade!
 Ícones do início dos 90's.


Curso de datilografia? Que atraso! A moda era fazer um curso de informática! Tenho certeza que você tinha uma vizinha muambeira que voltava do Paraguai com um telefone em forma de hamburguer! A jaquetinha jeans clara foi uma febre, assim como o relógio Cassio dourado. Vinil, vitrola? A modernidade exigia espaços amplos, cleans! E quando a fita K7 embolava, a boa caneta BIC estava sempre por perto para ajudar... Adoro esses objetos reunidos!
Neon, Fluor...

Os 90's chegaram com muito fluor e neon, talvez resquícios da era 'disco' dos 70 e dos clubes bregas dos 80's. Chegamos com fluor e CD's! Ciao discos de vinil (...que coisa mais ultrapassada!). Compact disk era status de modernidade. E tinham aqueles saudosistas que choravam pela perda dos famosos encartes dos discos de vinil, não é mesmo? ...Do ponto de vista artístico-gráfico, realmente perdemos muito. Mas e aí? Eu tenho certeza absoluta que você tinha algum objeto ou uma peça de roupa fluor no seu armário. Sem contar aquele jeans clarinho, quase desbotado, e os Nike's e Reebok's de cano longo gigantes! Yes, 90's! This is how we do it, baby...


Eu tive este óculos com hastes verde fluor! Não podia faltar uma viseira na praia... Pochete é um clássico dos 90! Quem nunca brincou com a 'mola-maluca'? Os tênis de cano longo, super discretos, viraram febre! A Nike relançou neste ano o Nike Air Max 90! Confesso que adoro o modelo...

Na TV internacional...
seriados e filmes ditavam o que vestir.

Beverly Hills 90210 é muito anos 90!
Reparem nos cortes de cabelo e nas roupas...

Ghost Movie!
foi também uma aula de interiores...

Demi Moore, clean - a cara do Soho.
Whoopi Goldberg, street - a cara do Harlem.
Patrick Swayze - do outro lado da vida...

Na TV nacional...

Nos interiores residenciais tivemos a infeliz idéia do 'bar'. Não bastava apenas apoiar garrafas em uma bandeja sobre um móvel bonito ou prateleira - você precisava ter um bar, com balcão, banquetas, espelhos... E eu me lembro de muitas salas minúsculas que tinham um bar - e a pessoa mal conseguia passar atrás do balcão para servir as bebidas. Pura influência das novelas... Quem nunca viu a clássica cena onde o rico poderoso chega em casa depois de um dia de trabalho e diz à empregada: '...prepara meu drink'. Num mundo sem eventos como "Casa Cor", novelas serviam como 'termômetro' de interiores no Brasil. As pessoas sonhavam ter uma casa como a dos ricos nas novelas.... puro cenário!

Uma década de misturas!
Os atores aqui, são colagens, meros coadjuvantes...

Ok Fábio Assunção, sai da frente, que quero ver o cenário atrás de você! A mansão de 'meu bem, meu mal' misturava móveis clássicos, piso xadrez e telas contemporâneas. Clássico x contemporâneo! Era esse o espírito dos 90.


A casa de Ana, em 'Barriga de Aluguel', trazia muita integração de espaços com paredes em tijolos de vidro, cores pastéis e objetos 'de design'. Influência nítida do loft do filme Ghost, o qual eu já fiz um post especial aqui no blog.


A sala de Tony Ramos em 'Rainha da Sucata' era bastante clean, para quem tinha acabado de sair dos anos 80 - concordam? Móveis de escritório com design limpo, muita luz natural e plantas no fundo. Já fiz também um post sobre o escritório dos poderosos... Lembram?

Ok, chega de novela! 
...e as nossas casas?


Uma breguice sem fim!

A década começou meio 'desgovernada'... Muita coisa dos anos 80, com uma cara 'moderna'. O terrível bar de laca e espelhos, muitas vezes tinha companhia do rattan. Uma bela samambaia pendurada não podia faltar! Almofadas de cetim e a presença do dourado (...riquezaaaaa!). Telefone sem fio era 'luxo'. Fitas de vídeo faziam parte da decoração em móveis planejados. E atire a primeira pedra nas andorinhas azuis de cerâmica quem não concorda comigo!

 Tenho certeza que você achava isso legal...

I love POP!
pop art, pop trash music, popcorn...
Em 1990, Roy Lichtenstein pintou uma série de quadros
 chamados 'living room'... Reparem na composição dos ambientes:

Molduras clássicas com móveis de 'design',
cortina de tecido com persianas horizontais...

O famoso sofá em 'L', apenas uma parede com cor...
Roy realmente pintou os interiores dos anos 90!

Cores Primárias e Geometria:
...em todos os lugares! 


Clássicos do design roubam a cena, como a cadeira desenhada por Mackintosh em 1902. Em 1990, o americano Michael Graves desenha uma chaleira para a Target, com detalhes em cores primárias, seguindo o seu estilo 'Alessi'. 'Meu primeiro gradiente' e a embalagem da L'Oreal seguem na onda 'Mondrian'.
(As canetas Lamy's Safari em cores primárias são clássicas!)

...e no Design?
O que foi criado?! 


A luminária Ucelino (1) de Ingo Maurer é fantástica, 1992! Philippe Starck lançou pela Alessi, em 1990, a chaleira 'Hot Beerta' (2) e o famoso espremedor (3) de frutas. Pela Flos, ele lançou a luminária 'Miss Sissi' (4) em 1991. O acendedor automático (5) com forma 'estranha' foi obra de Guido Venturini, em 1993, para a Alessi. Já a cadeira (6), é obra de Marcello Morandini.




A 'Birdchaise' (1) é obra de Tom Dixon, para a Cappellini, em 1990. Em 1994 nasce uma menina: Anna G, por Alessandro Mendini, para a Alessi. O armário de parede em forma de cruz (3) é de Thomas Eriksson, para a Cappellini, 1992. A luminária de piso com formas orgânicas em vidro (4) é de Ferruccio Laviani, 1992, Foscarini. O carrinho azul (5) é de Antonio Critterio, Kartell, 1991. O 'Merdolino' (6) é uma escova para vasos sanitários - Stefano Giovannoni, 1993.



Dr. No chair, de Philippe Starck, para a Kartell.
Desenho inovador, resistente a variação de temperaturas,
pode ser empilhada em até 4 unidades. 

E envolvido nesta vibe dos anos 90...
...porque não me dar um grande clássico dos 90? 




Me dei de presente o espremedor do Starck!
Depois de mil pessoas me falarem: 'Não compra! Não funciona!'.
Eu comprei! E digo: yes, it works! ...Linguarudos!

No alto, a foto oficial do produto.
Abaixo, ele na minha mão!
Em produção pela Alessi há 22 anos!

Fechando com r&b! 
This is how we do it, baby...

...e para fechar o post com chave de ouro, deixo vocês
com VanJess - duas meninas de 20 anos que cantam
um medley só com o melhor do r&b dos anos 90! ...Demais!


Fiquei submerso na atmosfera 90's por 1 semana para produzir este post.
Espero que tenham gostado deste grande 'revival'.
Adoro o início dos 90's! Depois a coisa ficou meio chata...

Ciao! Um ótimo domingo... 


--------------------------------------------------------------
Disegno à Milanesa

------------------------------------------------------------------------------------------

Geralmente eu vejo um post e já penso em uma ideia para postar.. mas este está tão cara de anos 90 que eu quase coloco uns Gifs animado de bandeira tremulando e faço uma conexão discada só para ouvir aquele chiado do modem novamente!!!

Grande abraço!! E vocês já sabem, se gostaram do post, na barra lateral aqui do blog você clica em "Gosto", "like" ou "curtir" seja lá como lhe aparece... e clique em "Send" para compartilhar com outras pessoas... informação boa a gente compartilha, fofoca a gente extingue!!!
Mais informações

21/11/2012

Tipos de lareiras e decoração

Olá povo, chegando dezembro e com ele o frio aqui no norte desse mundão. E para quem está no calor, o pessoal do meu Brasilzão, e não sabe o que fazer com a lareira no bendito verão aqui umas dicas de lareiras interessantes e decoração com a lareira... é hora de reunir os amigos e há lareiras de todos os tipos para todos os gostos.. escolha a melhor que adapte-se à sua casa, no seu melhor estilo e mande o frio para as "Cucuias" como dizemos no Brasil!! hehehe

Para uma casa moderna lareiras modernas.

O ruim de uma decoração é quando você tem uma casa alugada e com ela uma lareira no estilo mais rebuscado possível, enquanto toda a sua decoração é minimalista, clean, moderno, contemporâneo... quando a casa é alugada, sem um entendimento com o dono da casa, pouca coisa pode ser feita. Mas se você comprou a casa e lá tem uma lareira, uma simples reforma da frente da lareira pode fazer toda a diferença na ambientação de sua casa. Um bom projeto de reforma de lareira não vai custar muit,o porque toda a estrutura é aproveitada apenas um frente nova é desenhada. Neste caso várias soluções podem ser feitas veja algumas idéias para reformar a frente da sua lareira:



Uma simples painel de madeira pode ser acoplado á frente da lareira para cobrir a frente, tendo apenas um especial cuidado com a área da boca da lareira que deve ser material incombustível.(não sei se esta foi feita desta maneira)

vi no G1

Para as lareiras de canto as soluções com painéis são mais fáceis ainda:

Pode ser de gesso acartonado ou pladur com algum revestimento, neste caso a "canjiquinha" como chamamos no Brasil.  


ou esta super moderna utilizado um acabamento brilhante e vidro, principalmente para as lareiras elétricas ou as lareiras de etanol
vi na http://viciadosanonimos.blogspot.pt

Ou simplesmente pintada como a feita nesta casa no blog Lucilar, particularmente adorei a solução ficou muito mais moderna  a casa. Só tem que ter cuidado  para o tipo de tinta que se vai usar nas partes próxima a boca da lareira, optem por tinta de alta temperatura para essas partes e tintas laváveis para as outras áreas como esmaltes sintéticos, visto que é uma área que suja muito com fuligem, fogo, fumaça, etc.. A desta foto não é utilizada como lareira mas foram postas velas dentro.. uma ótima solução

final-living-room-before-1final-living-room-after-1

Ou seja, existem vária maneira de modernizar sua lareira e se não for usar pode também fecha-la completamente, pois lembre-se que a lareira possui um canal de ligação livre com o exterior de onde pode vim o  frio de sua casa. Ou seja, é uma janela aberta na sua sala.


Para casas antigas lareiras clássicas

Mas caso seu objetivo seja o contrário, tornar a sua lareira simples em algo mais antigo e acolhedor, algumas dicas podem se interessantes.

Você pode optar por colocar apenas as molduras de gesso que são facilmente encontradas em casa que trabalham com gesso  e similares.




Colocar materiais mais rústico no revestimento como tijolos batidos nas bordas e madeiras rústica para a prateleira



Colocar uma pátina no revestimento também é uma solução bem interessante para dar uma envelhecida na lareira

 
da http://reformaecasa.blogspot.com

Ou revestir toda a parede com pedra


Bem, agora a criatividade é por sua conta... estou preparando um posts para aqueles que querem ter uma lareira mas não sabem o que é preciso fazer para ter uma, principalmente os que moram em apartamentos... então farei um posts com algumas dicas interessante que você não pode perder portanto, curta o bloguinho no face e adicione o perfil ou se inscreva-se por e-mail aqui em baixo para ficar por dentro de tudo! Até breve!

Mais informações

17/11/2012

Toldos e coberturas

Olá povo, vamos falar sobre qualquer  coisa de toldos e coberturas. Em principio devo dizer que TOLDOS não é solução arquitetônica, na verdade é solução para a falta de um projeto arquitetônico ou um projeto mal feito, mal pensado ou mal executado. Quando o arquiteto pensa no toldo como solução arquitetônica e não como correção, geralmente tem a ver  com conceito do projeto e está integrado nele, pensado com ele e orçado com ele (ou pelo menos deveria). Depois de construído você observou que a chuva esta entrando por onde não deveria, o sol está incomodando onde não deveria e outras coisinhas.. culpa do projetista...  Mas vamos dizer que temos um problema e a única saída é um toldo o que fazer?

Não fazer isto:



Em 2011 quando ainda estava no Brasil, fiz um projeto de reforma de fachada de uma galeria que estava quase destruída... era um prédio feito por um técnico em edificação que apresentava todos os problemas possíveis e imagináveis e a única solução para a fachada foi mesmo a colocação de toldo de policarbonato, nunca mostrei um projeto meu aqui porque este não é o intuito do bloguinho, mas aqui vai um...

O prédio era este, problemas: todos que você consegue ver e mais alguns que você não viu.

Solução: fazer milagre com o orçamento mínimo, com o que já estava lá e com a legislação do município e de acessibilidade. Resultado proposto:



(não olhem a qualidade dos 3Ds, já não faço trabalhos tão toscos assim lol. Sim, eu mesmo faço meus 3Ds, também faço para outros gabinetes, eu amo fazer isso, eu amo ganhar dinheiro brincando!)


 Olha o toldo lá....  optei pelo toldo de armação curva em alumínio com o policarbonato cinza translúcido que quase some no projeto todo. 

uma foto com 3D realística do local, quase realística!






bem, a intenção era mesmo fazer o toldo sumir.. mas tem projetos cujo o conceito é mesmo assumir o toldo e  nestes caso temos que escolher bem qual toldo colocar, o problema é que geralmente você pede o toldo à empresa que vende toldos e o rapaz vem tirar as medidas, traz umas fotozinhas com tipos e cores e você escolhe como se fosse uma roupa. Mas a verdade o toldo é caro e uma vez posto duvido que você torne a tirar. Então vai ficar lá até que se desgaste. Por isso, o toldo tem que estar bem integrado à edificação e à composição de sua casa, sim, estou mesmo a dizer que você precisa de um projeto específico para um toldo, e um aconselhamento com arquiteto/designe nem sai caro  e o resultado é mesmo maravilhoso, ele é a pessoa mais indicada para dizer se assume o toldo no projeto, se é melhor uma coberta ou se tenta dar uma sumidinha no toldo. Portanto, vamos ver algumas fotos de projetos de toldos de policarbonatos, toldos de vidro e toldos de lona para você se inspirar a hora de comprar o seu.




Esse é um dos toldos mais comumente encontrados, é parecido com o que eu usei no meu projeto, só que a armação do meu foi algo mais limpo.


Este é muito interessante interligando externamente dois espaços longínquos ao abrigo do sol e chuva.


Este é interessante por ser uma casa com detalhes em madeira natural, a cor escolhida evitou que o elemento se destacasse ou destoasse.



Este assume mesmo a função de coberta e a casa ganha um alpendre.

Muito interessante essas cobertas em aço e vidro, deixa um ar clean ao conjunto de casas.


Toldos amovíveis também são muito comuns para evitar chuvas indesejadas que molham todo o terraço, pode(deve) ser revisto pelo arquiteto porque este deveria saber de que lado vem o vento, o sol e a chuva!


Evidentemente aqui se trata de uma correção e não de uma solução arquitetônica. 


Muito interessante o espaço com lona amovível para as horas de sol intenso. 


Não estou a ver a fachada completa  mas poderíamos ter aqui uma composição bem interessante na fachada, uma faixa vertical que termina em um toldo.
Fotos de Toldos e Coberturas F. 3461-7719 / 5924-9178 São Paulo
da aeroteto


As cortinas externa também são uma solução bem interessante principalmente quando a intensão é não assumir o toldo e deixá-lo bem escondidinho para a hora que precisar.  
http://www.antoniolmoita.pt/


Uma coisa muito interessante que esta foto mostra é: pensar o toldo para quem também está em cima, visto que, geralmente não se preocupa muito com esta parte.
http://www.toldosluminososecia.com.br

 bem, e vocês tomaram alguma decisão errada em vossas casas? comente aí embaixo.. por falar nisso vocês deixaram de comentar mesmo... a falta de comentários de vocês desestimula-me!! ai ai! Grande abraços para vocês e aproveitem para me dar um "oi" pelo facebook!
Mais informações
Página inicial