24/10/2012

Como ser criativo?

Parece meio estranho escrever um post ensinando a ser criativo, parece que há um pouco de presunção de minha parte, mas eu tenho podido colocar em prática tudo o que tenho aprendido e observado durante os anos de minha formação. Naquele período tive a oportunidade de ser aluno, parceiro e amigo de um dos maiores escritores de desenho técnico do Brasil, quiçá do mundo: Gildo Montenegro e tive a oportunidade de presenciar sua forma criativa tanto em suas aulas quanto em seus trabalho como também em suas conversas aleatórias nas reuniões de amigos nos restaurantes da vida. Em seu livro "A invenção do projeto" da editora Edgar Blucher (que você pode adquirir aqui http://www.blucher.com.br/livro.asp?Codlivro=00072) Gildo afirma e demonstra de forma prática que a criatividade pode ser treinada, exercitada e melhorada. E vendo Gildo utilizando todo o seu arsenal criativo até em suas celebres frases e opiniões é fantástico. 


Para mim a criatividade não é apenas surgir com algo novo do nada, "ex nihilo", mas sim um olhar novo sobre algo velho, enxergar as coisas de uma forma diferente de todos, sair do lugar comum, porque as crianças são tão criativas? porque tudo para elas é um novo olhar sobre um algo que é novo para elas. Ao longo da vida vamos perdendo essa capacidade de enxergar as possibilidades, depois de crescidos jamais olharemos para uma vassoura e veremos um cavalo ou uma guitarra, jamais olharemos para uma escova e veremos um microfone e tantas outras coisas  e ainda que consigamos identificar uma vassoura com um cavalo, nós jamais acreditaremos ser aquilo um cavalo como uma criança o faz. A criança acredita naquilo que pensa e nós só pensamos naquilo que acreditamos.

 

Gildo diz que um dos processos criativos é a combinação de coisas existentes, separadas pelo espaço e tempo e que nós juntamos formando um novo objeto ou dando-lhe um novo uso.  Projetar em arquitetura é exatamente isso, temos trilhões de mensagens e imagens desconexas guardadas em nosso cérebro esperando o exato momento de serem unidas e usadas. Basta olhar para as obras de um mesmo arquiteto para  ver que o processo criativo de todos é basicamente o mesmo, as informações são basicamente as mesmas  está tudo lá no cérebro a forma de arranjar essas ideias é o processo criativo que faz uma obra ser única,  porém com a identidade de quem a projetou.

Várias obras de Oscar Niemeyer

várias obras de Tadao Ando

Muitas pessoa desistem de fazer alguma coisa por acharem que "não levam jeito", "não são criativas", mas o que ocorre com estas é que estão mal treinadas. Todos nós nascemos com criatividade aos extremos e à medida que vamos envelhecendo vamos deixando-a de lado para lhe dar com a "realidade" dos meios que vivemos. Não é raro assemelharmos as pessoas criativas com "loucos" ou pessoas "anormais" simplesmente porque elas não enxergam a sociedade, nem se enxergam dentro dos "padrões" impostos.

Ser criativo é pensar fora da caixinha. Seja qual for a arte ou invenção o que a destacará não é necessariamente a função mas, sobre tudo, a nova função que ninguém nunca pensou, ou nunca teve coragem de expor, ou nunca acreditou que daria certo.



Alguém já disse que algumas pessoas tem seu ponto de vista, outras tem a vista do seu ponto mas os criativos tem a vista além de qualquer ponto. Ver além é o que nos torna criativo, muitas vezes dou uma opinião e muitas pessoas dizem: "porque não pensei nisso antes?"  muitas vezes a solução que dou em algum projeto parece coisa de outro mundo para quem recebe, no entanto, para mim seria a única resposta possível para tal problema. 



Enquanto as pessoas enxergam das formas mais complicadas possíveis, a minha preocupação trazer a simplicidade para tudo, os grandes projetos nasceram da simplicidade das coisas, o que seria do espaço arquitetônico se nossos antepassados não tivesse tentado equilibrar 3 pedras...
e o que seria se os gregos não tivesse utilizado este sistema em suas construções civis e religiosas?



e se os romanos não tivesse melhorado esse sistema afim de suportar maiores pesos criando os arcos que suportam mais andares ?

e daí vários contributos até a construção do primeiro edifício com vários pavimentos totalmente em concreto armado (betão) na inglaterra em 1898 por François Hennébique . 
e o castelo ward  (1870) nos Estados Unidos também em concreto armado 
Uma casa com uma torre de cinza no lado direito e uma asa da esquerda.
 Até chegar a arquitetura moderna consagrando o método com Le Corbusier e sua Villa Savoye

Esse exemplo mostra exatamente o que eu estou falando, o mesmo sistema dois pilares e uma viga, pensado  pelos nossos antepassados e repensando posteriormente até chegar aos grandes arranha-céus que temos hoje.

Se não fosse esses homens que pensaram fora da caixinha, pensaram fora do sistema habitual ainda hoje estaríamos morando em cavernas.

Ser criativo é tornar o impossível possível é concretizar pensamentos, realizar sonhos... e tudo isso é extremamente atingível por qualquer pessoa. PORTANTO PENSE FORA DA CAIXINHA!







Um grande abraço e adicionem o bloguinho no facebook para ficar por dentro de tudo que rola por aqui www.facebook.com/blogvaolivre


Compartilhar

Como ser criativo?
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Só uma palavrinha!!!

Página inicial