30/11/2011

Qual o seu estilo de decoração?

Olá povo, estou em uma semana um pouco corrida, estou tentando manter a atualização no mesmo ritmo, obrigado pela participação de vocês, dos comentários e tudo mais, vamos fazer o bloguinho crescer. Se vocês tem acompanhado os posts peço a ajuda de vocês para divulgarem  as matérias, é só clicar no símbolo do facebook, orkut ou twitter na barra lateral para ajudar na divulgação, é rapidinho! 

Bem, mas hoje vamos falar de algo bem interessante: qual o seu estilo de decoração? Todos querem aprender a decorar sua casinha ou ter a sua casa decorada por um profissional. Mas o primeiro passo de um decorador é entender o estilo de decoração dos habitantes de uma casa, e o que é mais interessante numa casa é que geralmente ela terá tantos estilos quantos habitantes tiverem e para deixar ao gosto de todos é necessário um certo jogo de cintura. Geralmente a casa fica ao gosto da Dona da casa, se bem que isso já está mudando, os homens andam participando da decoração o que é pior, pois na maioria das vezes sua opinião baseia-se no quanto custa e não no que realmente  fica melhor. 

Definido o que se quer, passa-se  à definições das cores predominantes e por último à escolha dos móveis. É muito importante a definição do estilo para o sucesso da decoração, mesmo que ele seja "nenhum estilo". 

E hoje vamos falar do estilo Retrô


Decoração Retrô

Retrô significa volta ao passado, trata-se de uma volta ao que fez sucesso há algumas décadas atrás, principalmente nas décadas de 50/60/70. Não se trata de uma decoração no estilo antigo com móveis velhos. Trata-se de uma busca por aquilo que tornou-se eterno, o qual chamamos de clássico. O que deve ter uma decoração retrô? Primeiro lugar peças-chaves, que não são necessariamente antiga, mas tem o estilo daquela época, o que nós chamamos de releitura. 

 

Linha retrô da Brastemp


Ou ser mesmo uma peça antiga, em funcionamento ou não, mas considero que as que funcionam são sempre um charme a mais, e estas peças-chaves devem ter o maio destaque na casa. Imagine um telefone antigo que você ainda utilize para atender, já que não se pode mais nas linhas digitais  rodar o discador. 

 


Pequenas peças, ou mesmo peças únicas são mais que suficiente para nos chamar a atenção para este estilo. O importante para o sucesso, é diferenciar o colecionador da decoração, por exemplo, coleção de telefones antigos deve se comportar como peças de coleção, ter um lugar específico para eles, talvez um ou outro compondo os ambientes, mas espalhar telefones pela sala moderna pode sair um tanto estranho.(há quem discorde)

 Outro ponto interessante é compor com peças da mesma época, por exemplo, peças modernas dos anos 50/60/70 são diferentes de peças clássicas da década de 20, nessa década o bom gosto ainda prevalecia os estilos franceses antigos, apesar da Art nouveau já  ter preparado o terreno para os novos estilos que viriam surgir 50 anos depois.



As cores utilizadas são geralmente as cores fortes só que envelhecidas, com adição de amarelo, ou como chamamos, dessaturada. Corresponde à cores que vemos hoje nos vídeos antigos,  aos encartes envelhecidos naturalmente com o tempo, nas fotos já amareladas. Geralmente quando queremos fazer uma referência aos meados do século passado a dessaturação das cores e amarelamento são  o truque.  Lembrando que com o avanço da litografia colorida no início do século passado os cartazes passaram a ser melhor elaborados, com uma mistura de cor muito marcante... durante os próximos anos a brincadeira avança progressivamente resultando numa época colorida aos extremos, onde todas as cores combinam com todas as cores. O importante era colorir. 





 O segredo desse tipo de decoração chama-se: UNIDADE. A unidade é que se procura em todas as decorações, mas neste caso específico, onde as misturas estão presentes, mistura de cores, misturas de épocas, mistura de estilos a UNIDADE é algo primordial. Outra coisa que deve ser levado em consideração é o que é vintage/ retrô e o que é apenas velhinho.  

Diferença entre uma peça vintage e uma peça somente velha.

Eu costumo dizer que nem tudo que é velho, é realmente velho, nem tudo que é antigo tem valor de antiguidade, nem tudo que é novo é necessariamente inédito, nem tudo que é contemporâneo é necessariamente dos dias de hoje. Bem, como diria Einstein tudo é relativo.  Para que uma peça seja considerada vintage deve ter mais de 20 anos, no mínimo e deve ter um estilo e um designe específico daquela época pelo menos,  é óbvio que muita coisa referente ao século XVIII, continuou sendo fabricado nos séculos XIX e XX. O que desvaloriza bastante a peça como antiguidade. Como hoje ainda são fabricadas peças com designe da década de 60 sem ser considerada de fato uma peça vintage, sobretudo pelo estilo atemporal como são as cadeiras barcelona dos anos 30 idealizada pelo arquiteto Mies van de Rohe seguindo os preceitos da Bauhaus.

Ficheiro:Barcelona1.jpg


O que eu quero dizer é que este tipo de mobília é vintage por essência e por definição,  no entanto, só o é para quem a conhece. De forma que passará despercebida em uma sala contemporânea com um perfil  mais clean.



decoração clean e elegante do hotel Slaviero

Já as cadeira tulipas de Eeron Saarinem da década de 50, seguindo os mesmos preceitos da Bauhaus é notadamente uma peça vintage. Um clássico do designe vanguardista daquela época, ou seja é uma peça que dá um toque vintage a qualquer decoração.



Bem... como tudo, há quem discorde do que eu falei... mas a impressão é essa mesma... as contemporaneidade das cadeiras Saarinem fica por contas das releituras que deram  com novo formato e novo material, coferindo um ar mais sofisticado e leve como as de acrílico transparente, as vazadas, as forradas, além das coloridas.

Cadeira Saarinen 


do designe Pierre Paulin vi na Inove designe


Deste mesmo modo pode-se falar  também das cadeiras Panton que são uma expressão fiel da unidade que se pretendia alcançar no designe da década de 60. Talvez, hoje esse sentido seja meio perdido.

abajour e luminárias


Agora o que não é vintage, nem retrô,  ou  é velho ou é antigo mesmo... vou tentar fazer uma diferenciação básica.


Cômoda Velha


Essa comoda pode ter sido feita em qualquer época depois de 1860, já que se trata possivelmente de compensado e revestido com folheado de madeira. Os puxadores, apontam para um data mais recente. O que eu quero dizer é que está comoda pode ter 100 anos, 50 ou 10,se assim for, desculpem-me os que possuem uma parecida, mas ela é somente velha.Não é representante de estilo nenhum.




Cômoda retro/vintage

  
foto que peguei no OLX de alguém que queria vender.

Já esta comoda, parece-me ser da década de 50 em diante pelas linhas retas, pés palitos e simplicidade, trata-se aqui de uma peça vintage/retrô. 



Cômoda antiga  

Cômoda francesa
vi aqui

Já esta cômoda vem do estilo francês conhecido como Império. Trata-se de uma antiguidade em que a originalidade da peça desde o acabamento e a conservação influenciam no valor. 



Muitos desconsideram essa classificação que acabei de dar.. mas eu assim utilizo desde que  andei pesquisando a história do mobiliário... é mais didático. 

Bem, vocês já viram que quando eu falo de móveis eu viajo e posto fica loooongo, vai lendo aos poucos... não esquece de favoritar o bloguinho, nem de divulgar no facebook. 

E agora eu faço uma pergunta, será que você tem alguma antiguidade ou peça vintage ??? 



PS. Muitas fotos não foram citadas as fontes porque fazem parte dos meus antigos arquivos que salvava na internet e não guardava a referencia. Mas dá para saber que quando eu crio algo, em sempre coloco o  logotipo do bloguinho. Se tem alguma coisa sua aqui, por favor, avise-me.


Abraços e até o próximo post
Mais informações

28/11/2011

Como combinar as cores 2

Olá povo, depois de 3 dias de cabeça para baixo, volto a postar.. este final de semana não tive tempo nem para viver...resultado acúmulo de post.. Essa semana tenho que compensar faltou o post de sábado sobre cozinhas, que geralmente sai no domingo e nesse  final de semana não saiu de jeito nenhum. Mas vai sair. São tantas séries que eu não sei nem quais estou devendo mais.. lembrem-me!!! Por favor!!!

Bem.. já que o hoje é aquele dia branco... se branco ele for (como diria Geraldo Azevedo)... vamos começar por colorir a nossa semana continuando com o post Como Combinar as Cores 1 onde falamos sobre cores primárias, secundárias, terciárias e mostramos como decorar com a matiz de cores para não errar ...


Agora vamos falar de como decorar com cores  e análogas. Um outro truque da decoração sem erro é na hora de escolher as cores da decoração de sua casa está com o círculo cromático em mãos e escolher as cores análogas à cor principal, por exemplo, se gostamos do verde e queremos que a cor principal da sala seja essa, os acessórios como cortinas, tapetes, vasos, almofadas sejam das cores vizinhas ao verde (análogas) no círculo cromático.
.
Neste círculo, que é um pouco mais completo por conter também a matiz das cores, observamos que o verde é ladeado pelo azul petróleo e o amarelo, então teremos assim:
















É importante neste caso, não ficar apenas em 3 cores para não ser monótono, é importante também jogar com as matizes de cores, ou seja, com os diversos tons das cores escolhidas. Lembrado sempre que o bom senso é, sem dúvida, o melhor amigo.  


                                                                  Análoga do vermelho


Bem gente, é isso, para não errar análogas neles. Um grande abraço e aguardo os vossos palpites... comenta gente, comenta, desce a lenha, esculhamba. Fui... que já estou com sono!
Mais informações

24/11/2011

Como decorar Hall de entrada 2

Olá amigos leitores deste humilde bloguinho, fazendo um balanço geral dos post mais visitados e de longe o mais vistado foi sobre decoração do hall de entrada, o post que eu menos falei hehehehe... será que isso tem alguma relação? kkkkkkk

Bem, mas eu não sabia que tinha tanta gente querendo decorar seu hall de entrada,  também não sei se as pessoas acharam o que queriam por aqui... ma eu já disse, se não achar comenta, deixa e-mail que eu respondo ou publico um post, como fez a nossa leitora Cláudia P. que com seu pedido iniciamos, 2 dias depois, uma série sobre combinação de cores na decoração. Não preciso dizer que aqui o vão é livre!!!

Deixando de lero-lero vamos falar alguma coisa sobre decoração de hall de entrada. complementando o 1º post. Levando em consideração as advertências que fiz nele acerca do espaço.


Sem dúvida alguma a melhor forma de decorar este tipo de ambiente é com...

Um aparador, quadros, plantas e alguns objetos:




 vi em Miriandecor que também deu uma explana no assunto

Vi esse no artemanianossa onde a blogueira procurava inspiração para o seu hall.


Achei este de muito bom gosto e elegância, nos prepara para o que certamente encontraremos na casa, vi enquanto navegava pelo coisasdaminhacasa




Pratos de porcelana

 
Pratos pendurados na parede, para os meus amigos portugueses. Uma arte tão bonita e não saiu de moda não... talvez saiu de moda a forma como você o utiliza... olha esses sem aquele padrão de jogo... vários pratos diferentes tamanhos e pinturas.. ficou muito lindo. Vi na copyepaste.

Pequenos espaços

Quem disse  que pequenos espaços não podem ser bonitos e aconchegantes?

 vi no casaeimóveis


Observe a decoração da parede, o rebaixamento de gesso no teto, luminárias embutidas, moldura da porta e até o cachorrinho... um acordo entre os moradores do mesmo andar e o síndico pode resultar em um dos andares mais bonitos do prédio. E não se esqueça o elevador de  repente vai começar a parar nesse andar... porque será????  

sala marrom e verde

vi no casadaideia em um post que nada falava de hall de entrada heheheh

Fala sério? É estiloso ou não é? Eu vi na casacodesigne. Mas não copiem o formato, copiem a proposta que pode ser adaptada a sua casa, a sua decoração, ao seu jeito, ao seu estilo.

Seu hall se restringe a uma paredezinha? Sem estresse, charme na parede.
dessa forma
 

ou dessa
Este é o hall de entrada da casa do músico Jonh Mayer, as fotos de Jimi Hendrix já revela onde estamos entrando. vi no casamenteiras

Quadros para Decoração
Um simples quadro, com um pequeno suporte em baixo e uma peça decorativa pode ser o suficiente para deixar o ambiente estiloso. Este é da loja virtual  móveisonline daqui de Portugal. Isto não é propaganda, (não estou indicando a loja, nem ganho por clique no link hehehehe) pois não testei os produtos, nem vi os acabamentos, nem a durabilidade, eu só conheço pelo site mesmo.. eu sou muito chato para indicar lojas. Geralmente eu deixo o cliente escolher a loja... vai que a loja falhe? Quem perde sou eu.... bem.. Mas vale dar uma olhada no site deles... achei muito interessante os móveis.. clica aí no link   e me manda um e-mail dizendo o que vocês acham...


 Uma boa iluminação, um bom revestimento, uns galhos secos e... 
um ambiente perfeito... fala sério eu tirava esses móveis da frente.. hsuahsuhau.vi no maniadmarie que também dá outras sugestões para o hall



Papel de parede no hall de entrada

Porque não no hall também?


É o seu estilo???  então pegue a idéia. vi na http://premiotopdearquitetura.com.br/premiotop/page/3






bem gente.. cansei.. meu cérebro nem pensa mais... aff... exauri-me hehehhehehehehh


bem, os links que fiz questão de colocar são blogs  ou sites que valem a pena dar uma olhada... cliquem neles pois complementam tudo o que falei..


Um grande abraço!! Até o próximo post!
Mais informações

23/11/2011

BALANÇO  GERAL

BALANÇO GERAL


PARABÉNS PARA O BLOGUINHO!



Olá pessoal.. hoje faz um mês do primeiro post neste bloguinho... As minhas expectativas eram poucas, os resultados foram muitos...

O primeiro intuito do bloguinho é  passar a informação, mesmo que você não vá fazer, saberá cobrar de quem faz, isto aumenta o nível do profissionalismo, e pela ordem geral da natureza os mais fracos vão saindo heheheheh, quem ganha com isso: a arquitetura, o designe e os clientes!!!

O segundo propósito, e talvez você não saiba, este é meu bloco de anotações, na hora que eu quiser está tudo aqui pertinho.  

Agradeço a todos vocês por me incentivarem mesmo não comentando, mesmo não aparecendo publicamente mas nas ferramentas de análises eu sei quando cada um de vocês acessam esse bloguinho e me estimula a escrever mais.

Para um bloguinho recém criado, sem grandes divulgações, sem parentes, famílias e amigos próximos os números deixaram-me feliz...e o que me deixa mais feliz é tempo que vocês passam lendo.. ou seja, o bloguinho não é tão chato assim... ehehehehe

Bem, agora podem comer o bolo



O primeiro pedaço vai para quem??? 

Meus comentarista maravilhosos! 


ABRAÇÃO e até o próximo post.. 


Pedido antes de assoprar a velinha?????  Que vocês me ajudem no bloguinho dando a vossa opinião!
Mais informações

22/11/2011

Como combinar as cores 1

Olá povo deste mundo que cada vez mais acessam esse bloguinho. O post de hoje é atendendo ao pedido de nossa leitora e devoradora de blog Claudia P. que pediu em seu comentário:

" Gostaria ver algo relacionado com a utilização e combinação de cores ( primária, secundárias, complementares e harmoniosas, roda das cores...)"

Já tivemos 3 posts sobre a influência das cores, e neste vamos falar sobre aquilo que todos tem dúvida: como combinar as cores numa decoração. Antes de começar a escrever já sei que será mais um long post portanto dividi-lo-ei em partes, então vamos ao que interessa: falar sobre qualquer coisa de combinação de cores na decoração.

As cores primárias

Como o nome já diz são as primeiras cores, aquelas que não se obtém de nenhuma outra cor e a partir das quais todas as outras são formadas e são estas: Azul, amarelo e vermelho.


A partir da combinação dessas 3 cores é que formamos as cores secundárias e que são representadas juntamente com as suas primárias formantes no círculo cromático:

Juntando as cores secundárias com as primárias vamos ter as cores terciárias, nas misturas de cores terciárias teremos as quartenárias  completando o circulo cromático desta forma:
   

Este círculo nos ajuda muito no entendimento e classificação das cores quanto a temperatura: cores frias e as cores quentes


Os tons pastel são obtidos adicionando o branco a qualquer uma das cores, ou seja, dá-se luz às cores.


Complementares são as cores diametralmente opostas no círculo cromático, basta marcar uma reta no meio da cor e encontraremos do outro lado sua cor complementar. E as cores vizinhas são chamadas de análogas.

Cada um desses gomos ou fatias forma uma matiz de cor, que tende ao infinito de tonalidades, onde inicia-se com o mais próximo de preto e termina ao mais próximo do branco, as matizes de cores primárias e secundárias, e sua variação em terciárias ou quartenárias e ainda a adição do preto ou branco, que podem ser reproduzidas por algum meio, formam a gama de cores. Cada empresa que trabalha com cores, tem a sua gama de cores, ou seja, as cores que ela é capaz de produzir, seja em vinil, tinta, tecido, papel etc.



Bem, essas são as principais informações.. deve faltar muita coisa ainda, mas sou arquiteto e não físico, portanto, meus conhecimentos são restringidos àquilo que me valha à decoração, fico devendo-vos maiores explicações.

Tá, já percebi todas essas informações mas ainda não sei combinar as cores, dá para ser mais direto?

Vamos começar então por esclarecer algumas opiniões minhas (há quem discorde) decoração é algo pessoal, é feito para você, para você sentir-se bem (é o que eu tenho falado aqui desde o primeiro post). Não adianta vim com tendências da moda, isso eu não aceito, eu não vou empurrar um ambiente laranja para um ciente só porque está na moda. Dizem que a tendência para 2012 é a cor "GOIABA". A minha primeira pergunta é: "quem decidiu isso?" e "porque eu tenho que seguir o mau gosto dessa pessoa?", para mim estão fora de moda todas as cores que você não gosta. hehehehe   

Em uma boa decoração seguem-se as técnicas, a proporção e o bom gosto. Então vamos primeiro às técnicas.

Para quem vai  aventurar-se na combinação de cores sem a ajuda de um profissional, sem uma perspectiva ou mesmo sem um estudo 3D e uma foto realística (não faço projeto sem fazer uma foto realística). Existem truques básicos.

O primeiro truque é não utilizar cores complementares. São as mais fáceis de errar, no entanto, são também as  que produzem os melhores acertos. Se você não tem segurança no que está a fazer e tem medo, esqueça as cores complementares. Veja bons exemplos de decoração com cores complementares.



Vi estas fotos navegando em http://construcaoedesign.com/

Utilizar tons da mesma matiz é sempre acerto, os erros acontecem pelos excessos e pelo monocromatismo. Que pode ser quebrado com a cor complementar.


Matiz de amarelo

Cor na decoração
Cor na decoração



Matiz de bege





Matiz de laranja


Matiz de verde


Matiz de vermelho
cores-monocromaticas




Quebrando o monocromatismo com a cor complementar.


veja como o vermelho se destaca


Harmonizando com o amarelo


No próximo post eu falo sobre as cores análogas e complementares, as cores neutras... etc.. tem assunto... hehehe aguardo-vos no próximo post!

Continuem lendo o post 2: como combinar as cores 2

Comentem, comentem, discordem, concordem, opinem, divulguem... saiam do ócio! 
AQUI O VÃO É LIVRE!!!

Mais informações
Página inicial